fbpx
Sem categoria

Qual a importância do RCM na Engenharia de Manutenção?

By 5 de dezembro de 2019 No Comments

O RCM (Manutenção Centrada na Confiabilidade) é uma ferramenta criada pela NASA há algumas décadas com objetivo de trazer mais confiabilidade aos seus equipamentos. Quando digo confiabilidade, estou me referindo a probabilidade de o equipamento desempenhar suas funções corretamente no momento em que é solicitado. Com isso, quando um equipamento tem uma confiabilidade de 98%, estamos dizendo que em 98% do tempo em que ele for solicitado ele irá desempenhar sua função como é esperado.

Muitas pessoas se confundem, acreditando que o RCM é igual ao FMEA. Na verdade, elas são ferramentas muito parecidas, uma vez que o RCM surgiu do FMEA.

Irei te falar de uma maneira sucinta de como fazer um RCM e no decorrer deste artigo você entenderá a diferença.

Como criar um RCM?

São vários passos a serem dados para poder criar um RCM. Cada um com sua importância. Siga cada um deles sem pular.

 

Criar um cadastro de equipamentos

Ter um cadastro de equipamento bem definido é de suma importância. Principalmente seus conjuntos bem detalhados. Já falamos sobre como fazer isso. Para saber como é clique em cadastro de equipamentos no início deste parágrafo que você será direcionado para esta página.

 

Equipe multidisciplinar

É necessário ter várias pessoas dos mais variados setores da empresa. Produção, qualidade, PCM, engenharia de manutenção e todas as demais que atuam direta ou indiretamente no equipamento. Equipes que tem conhecimento tanto do equipamento quanto do processo produtivo.

O facilitador

Este profissional é aquele funcionário da empresa que entende muito da ferramenta RCM e tem a expertise em liderar toda a equipe multidisciplinar.

Definir a função de cada sistema ou conjunto

Após efetuar o cadastro de equipamentos e identificar os conjuntos ou sistemas, você irá verificar se eles estão desempenhando sua função corretamente. Vou te dar um exemplo.

Uma ponte rolante. Ela tem o sistema de translação da viga principal. Ela está se movimentando corretamente sobre os trilhos? Ou então o trole, aquele carrinho que iça a carga e a movimenta entre o vão do galpão. Ele está fazendo esta atividade de maneira correta?

Identificar a falha funcional do equipamento

 A falha funcional é aquela que indica o não funcionamento de uma das funções do equipamento. Ou seja, a ponte não está se movendo em uma determinada direção. Ou ainda, o trole não está içando a carga, ou está havendo falta de fase com frequência no barramento.

O que fazer para que a falha não ocorra?

Este é um fator determinante que permite o RCM ser uma ferramenta espetacular. Você irá listar todas as ações que se verificadas irão evitar a parada do equipamento. Com relação à translação da ponte rolante:

  • Verificar se há algum problema com o barramento que atrapalha a chegada de energia no motor de translação;
  • Identificar o estado de conservação das conexões do motoredutor;
  • Verificar estado de conservação do acoplamento motoredutor;
  • Verificar nível de óleo do redutor;

A relação Planos de Manutenção x RCM

 A grande maioria das respostas que você terá no item anterior são ações encontradas em planos de manutenção. Ou seja, a principal função de um RCM é a criar, revisar ou atualizar um plano de manutenção. Seja para uma manutenção preventiva ou uma inspeção sensitiva.

Adicionalmente a isso, temos a possibilidade de capacitar melhor os operadores e mantenedores. Uma vez que é identificado os tipos de falha no equipamento e como evitar, é hora de ir pra área e treinar as pessoas que mais passam tempo com o ativo.

Os ganhos com o RCM

Primeiramente podemos dizer que o conhecimento sobre o equipamento. Quando se realiza atividades como esta, existe uma troca de conhecimento muito grande entre várias pessoas do seu processo. Isto enriquece a sua equipe.

Trabalho em equipe. O grupo se une em um bem comum. Com isso há uma aproximação entre pessoas de setores diferentes. Isto faz com que o time fique mais unido.

Sem falar no ganho da confiabilidade. Quanto mais você identifica as possíveis maneiras de um equipamento falhar e age para que ele não quebre, maior é a probabilidade dele não falhar.

Armadilhas do RCM

Por ser uma ferramenta em que a equipe deve ser multidisciplinar, é muito fácil perder o fio da meada. Reuniões longas, perda de tempo em assuntos que não direcionam a caminho nenhum… ou seja, cabe ao líder evitar que situações como esta aconteça.

Além disso, vou enfatizar algo que prezamos aqui: mais vale ferramentas simples bem executadas que as complexas mau executadas. Se sua empresa não tem recurso de fazer um RCM, não faça. Você irá perder tempo e tende a fazer o trabalho que não ficará legal.

FMEA ou RCM?

Como informado anteriormente, uma ferramenta nasceu da outra. No caso o RCM nasceu do FMEA, sendo o RCM uma ferramenta focada em aumentar a confiabilidade do equipamento.

Com isso ambas são importantes, porém cada uma com sua peculiaridade.

Pra finalizar conseguimos identificar que o RCM ajuda a engenharia de manutenção a conhecer mais o equipamento, identificar quais são os treinamentos importantes tanto para a operação quanto para a manutenção. Sem falar na possibilidade de ter um plano de manutenção tão eficiente que se bem executado permitirá o equipamento atingir valores altos de confiabilidade.

Você já aplicou o RCM antes? Conte pra gente nos comentários!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Igor Silveira

Author Igor Silveira

More posts by Igor Silveira

Leave a Reply

Translate »