fbpx
PCM

Os 5 passos para fazer um cadastro de equipamentos bem feito!

By 1 de setembro de 2019 No Comments

Imagina você procurando o endereço de um amigo. Se você souber que ele mora no Brasil, você terá um nível de detalhamento bom. Mas ainda não o suficiente para encontrar sua casa.

Então descobre que ele mora no estado de Minas Gerais. Você deve estar pensando: aí sim. Ajudou muito! Contudo ainda está muito genérico. São necessários mais detalhes para identificar onde ele mora.

Belo Horizonte! Uau, quase lá. Mas quantos bairros existem em Belo Horizonte? Te afirmo que vários. Você está chegando perto, mas ainda precisa de mais informações.

Bairro Buritis. Melhorou. Próximo do seu amigo, mas ainda sente que vai demorar um pouco para chegar na casa dele.

Avenida Mário Werneck 200, Buritis, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Com as 5 informações acima qualquer pessoa consegue chegar em algum lugar neste planeta. Com os equipamentos de uma fábrica é a mesma coisa. Você precisa de 5 informações para ter um cadastro bem feito. Você sabe quais são?

Se a resposta for não, vamos lá que vou te mostrar!

Unidade

O primeiro item do cadastro é a unidade fabril. Como código você pode usar F01 para a filial 1, F02 para a filial 2 e assim por diante.

Se você trabalha com uma empresa de serviços, ela pode ser a sua Matriz.

No exemplo inicial este item se equivale ao país.

Área / Processo / Cliente

Toda empresa é dividida em área ou processos. Vou te dar alguns exemplos de processos:

  1. Mineração: Extração / Beneficiamento / Armazenagem / Expedição
  2. Alimentícia: Estoque / Mistura / Embalagem / Armazenagem / Expedição
  3. Construção civil: Matéria Prima / Armação / Concretagem / Acabamento

No caso de uma empresa de uma prestadora de serviços, essa divisão pode estar relacionada aos clientes.

  1. Cliente 1
  2. Cliente 2
  3. Ciente 3

Os códigos podem ser em números ou em letas. Se fosse a mineração, por exemplo, poderia ser: EXT (extração), BEM (Beneficiamento), ARM (Armazenagem), EXP (Expedição). Não existe um padrão. Cada empresa utiliza o seu próprio.

Equipamento

Em equipamento você tem o ativo para o qual é criado o plano de manutenção e gerada as ordens de serviço. Os exemplos são:

  1. Ponte Rolante (PR01);
  2. Ar condicionado Chiller (CH01);
  3. Empilhadeira Hyster (EP01);
  4. Galpão de Estocagem (GP01);

A informação é válida tanto para serviços quanto para uma indústria.

Conjunto

No conjunto temos os sistemas pelos quais o equipamento é composto. Vou te dar um exemplo prático pois acredito ser de melhor assimilação:

  1. Ponte rolante: Acionamento elétrico, Sistema de Elevação de Carga, Trole, Sistema de translação.
  2. Dobradeira de Vergalhão: Sistema de Acionamento Elétrico, Sistema de Dobra
  3. Prensa hidráulica: Sistema de Acionamento Elétrico, Sistema Hidráulico, Sistema de prensagem.

Em muitos casos é usada a terminologia de números múltiplos de 10. Veja aqui embaixo alguns exemplos:

  • Ponte rolante:
  1. 010 – Acionamento elétrico
  2. 020 – Sistema de Elevação de Carga
  3. 030 – Trole
  4. 040 – Sistema de translação
  • Prensa hidráulica:
  1. 010 – Sistema de Acionamento Elétrico
  2. 020 – Sistema Hidráulico
  3. 030 – Sistema de prensagem

Subconjunto

Em subconjunto temos os motoredutores, motores elétricos, moitão, tambor de içamento, freio, painel elétrico, sensores e por aí vai. Seus códigos podem ser:

  • MR: Motoredutores
  • ME: Motores Elétricos
  • MO: Moitão
  • TI: Tambor de Içamento
  • FE: Freio
  • PE: Painel Elétrico

Como fica então um cadastro?

Um motor elétrico citado acima teria a seguinte TAG:

  1. F01 – EXT – PR01 – 010 – ME001: Fábrica 1 – Extração – Ponte Rolante 1 – Sistema de Acionamento Elétrico – Motor Elétrico 1
  2. CL01 – EXP – GP01 – 020 – TB01: Cliente 1 – Expedição – Galpão 1 – Sistema Hidráulico – Tubulação 1

Agora, assim como a casa do seu amigo, você tem detalhado o local exato de todos os seus equipamentos. Por que isso é importante? Divisão de custo, identificar quais equipamentos são iguais, controle de estoque, dentre várias outras possibilidades.

Impossível fazer uma gestão bem feita sem ter identificado todos os ativos presentes na sua empresa. Sabe o que é interessante? É simples de fazer.

No Melvin é possível você fazer tudo isso de uma maneira prática. E rápida. Segue o vídeo com o tutorial de como fazer e o link do teste gratuito de 14 dias para que você possa praticar.

  1. Cadastro Árvore de Ativos
  2. Teste Melvin 14 dias grátis

Gostou, deixe seu comentário aqui embaixo!

 

 

 

 

 

 

Igor Silveira

Author Igor Silveira

More posts by Igor Silveira

Leave a Reply

Translate »