fbpx
Sem categoria

Estas são as 3 vantagens da inspeção sensitiva

By 30 de outubro de 2019 No Comments

Um dos maiores problemas em uma empresa que só tem manutenção corretiva é que ela não tem a noção do buraco onde está. Isto porque normalmente como não há um mapeamento do que deve ser feito (seu back-log de serviços), para ela os problemas são somente aqueles que conseguem ver no dia-a-dia. Como resultado você deve imaginar. A máquina para, volta a funcionar e pouco tempo depois estraga de novo por outro motivo. Com isso o MTBF diminui. Imagina agora está situação ocorrendo com vários equipamentos ao mesmo tempo? Este é um dos problemas que acontecem…

Outro problema é acreditarem que para obter resultados satisfatórios é necessário utilizar ferramentas caras. Isto não é verdade!

Você já deve ter ouvido o ditado: “Mato grande é fácil de cortar!”

E sim, pra uma empresa com índices de manutenção corretiva altos é possível você diminuir este indicador com poucas ações. Uma delas é implantar a inspeção sensitiva.

Se você nunca ouviu o conceito ou já conhece e gostaria de aprofundar mais fique aqui que garanto mostrar um conteúdo que você conseguirá aplicar na prática.

O que é inspeção sensitiva?

Inspeção sensitiva é uma técnica onde o inspetor utiliza seus sentidos para avaliar a situação atual do equipamento e compara com àquela ideal para o funcionamento.

Lembrando, os sentidos são:

  • Visão
  • Olfato
  • Tato
  • Audição
  • Paladar (sim, paladar!)

No caso do paladar, podemos dizer que em uma indústria alimentícia determinados processos podem utilizar do paladar para avaliar se algo está conforme ou não.

As vantagens da inspeção sensitiva

  1. Baixo Custo

A inspeção sensitiva possui custo baixo. Para poder utilizá-la basta direcionar um profissional experiente que conheça bem os equipamentos daquela planta.

  1. Facilidade em identificar

Ele irá rodar pelos equipamentos e identificar correias com folgas, cabeamento danificado, o estado de conservação dos ativos, pontos de corrosão, barulhos em rolamentos que podem estar sem lubrificação ou já estourados, motores que não estão fixados em suas bases, dentre outras possibilidades.

Para estas atividades não há necessidade de custo para identificar as anomalias ou equipamentos sofisticados.

  1. Identificação do Back-log

Back-log é um indicador que mede o Hxh necessário para executar todas as atividades pendentes no setor de manutenção. Uma empresa que trabalha somente com corretiva não sabe quais são as atividades que precisam ser executadas para evitar uma quebra de equipamento. Ao mesmo tempo não consegue dimensionar de maneira adequada a sua mão-de-obra. O número de colaboradores do setor de manutenção neste caso é tão maior quanto seja necessário para corrigir a quebra dos equipamentos.

Quando se sabe o que deve ser feito, você consegue atuar com antecedência nos equipamentos , aproveita as paradas de ativo para atuar em outras frentes de serviço e dimensiona melhor seus colaboradores.

O simples que gera resultado

Utilizar a inspeção sensitiva é uma premissa básica para quem busca resultados melhores no setor de manutenção. Principalmente em empresas que não possuem uma gestão estruturada ou em fase inicial de implantação.

Crie um plano de manutenção, ou uma rota, baseando na criticidade de cada um. Dê preferência aos de maior criticidade, em seguida os de menores. Quando digo isso é apenas utilizando os sentidos. Zero equipamentos caro (mas lembrando que pode ser utilizado instrumentos baratos como multímetro, pirômetro, paquímetro, dentre outros).

Algumas horas diárias caminhando pela planta, anotando o que há de anomalias e, claro, executando estas atividades de acordo com uma classificação de prioridade (baixa, média e alta) pode fazer com que você gere menos stress (aquele proveniente das manutenções corretivas) e também o custo. Como já dito, a corretiva custa pelo menos 2x mais que a corretiva. Se possível crie uma programação semanal para instruir seu pessoal o que fazer. Claro que no início, devido ao seu alto índice de corretiva, seu cumprimento pode ser baixo. Mas não se abata! É normal e aos poucos você verá como executando estas atividades a confiabilidade dos seus equipamentos irá aumentar.

Teste. Selecione seu melhor profissional, peça ele para gerar seu back-log e execute o que for solicitado. Procure a gente e nos conte seu resultado. Queremos ouvir de você os benefícios alcançados nesta jornada.

Eymard Barroso

Author Eymard Barroso

More posts by Eymard Barroso

Leave a Reply

Translate »